sábado, 5 de julho de 2008

UM POUCO MAIS

Foto: Lord, Peri, quase escondido, e Paulinha portando o livro já autografado.


Bem, eu já queria ter falado mais sobre o livro do Lord.
Mas, a telefônica, sendo a empresa que é, e que não respeita seus usuários, têm nos dado trabalho, com a falta de conexão.
Bem, como vocês viram, a festa foi linda. Foram algumas horas de conversas animadas, de troca de carinho com amigos queridos.
Anoitecia, quando deixamos a livraria, e o querido amigo Lord, meio embriagado de um sentimento gostoso que é a felicidade.
Como sempre, fomos os primeiros a chegar, eu e o bem.
Pudemos aproveitar de alguns momentos deliciosos de bate papo com Ricardo e sua linda lady Cordélia. Uma linda e jovem delicada mulher.
Depois de vários encontros, passamos para o café, onde ficamos até o momento de irmos para casa.
Lá estavam, Eduardo e Paulinha, Vi Leardi, Cristiana e Gugala, Peri e a linda e alegre Reni, Brancoleoni e a adorável Fernanda, Vivina, Jayme Serva, Márcio Gaspar e a querida Anna, eu e o bem, e ainda pudemos conversar um pouquinho com a Vivien, que foi uma delícia conhecer, e já na hora de irmos embora, encontramos e conversamos um pouquinho com a Elzinha.
Tudo isso, com a promessa de repetirmos o encontro.
Em setembro o Lord, lança mais um livro.
No nosso bate papo, não deixamos de falar com carinho dos amigos que não puderam estar presentes. Como a Denise, Márcia Clarinha, Meire, que só chegaria no dia seguinte. Não podíamos deixar de falar com muito carinho, e sentirmos a não e tão sómente, presença física do Adelino e do Ery.

O livro?
Você não leu?
Pois deve ler. É lindo, meigo, carinhoso, como deve ser um livro em que se fala com amor e saudades de uma avó querida.
Não tive o privilégio de ter uma avó, como teve o Ricardo, porém, essa avó, que ele fala com tantas saudades, é o que eu tento ser. Para o Érick, e quero que Deus me permita ser para mais netos.
A figura linda de cabelos azuis, deu lugar, acredito, à avós de cabelos loiros, pretos, cinzas, brancos, avós ativas tanto quanto vó Lózinha, e que também como ela, são carregadas de ternura e de espírito protetor.
É assim, exatamente como vó Lózinha, que quero ser sempre lembrada.
O livro é uma delícia! Vale a pena.

6 comentários:

Adelino disse...

Ana, é bom saber que a nossa ausência física tenha sido sentida. Mas a presença espiritual certamente foi realidade, pois no sábado passado, na mesma hora do evento do Lord, estávamos sempre nos lembrando do que estava acontecendo. Se Deus quiser, ainda pretendo vê-los pessoalmente.
Grande abraço para o Valter. Um beijo. Feliz semana para vocês.

Blog do Beagle disse...

Lindo, Aninha Pontes. Muito lindo. Obrigada por me citar. Cheguei tarde e fiquei pouyco, mas valeu! Bjkª. Elza

Maria Augusta disse...

Aninha, que reunião gostosa com amigos virtuais que passam a ser reais, isto é a melhor coisa da blogosfera.
Um beijão e bom domingo.

disse...

Aninha ,
como sempre esta tua maneira tão clara e linda de escrever,nos leva ao clima exato do nosso dia delicioso...
Adorei o livrinho ...e muito me remeteu não de minha avó, e sim da minha bisavó que na fazenda dos nossos 5, 6 anos ,com seus cabelos tão azuis quanto nos ensinava a fazer goiabada no taxo...
Com certeza vc é a melhor avó do mundo...beijos e uma ótima semana.

Meg (sub Rosa) disse...

Ah! sim, esqueci de dizer: você já é , querida, uma avó muito , muito maravilhosa.

Repito que festa linda:-)
Beijos

Eduardo P.L. disse...

Aninha,

agora a tarde de autógrafos do Lord ficou completa! Sua postagem esgotou definitivamente o assunto!

Bjs e bom fim de semana!

Sucesso na sua NOVA loja virtual!