segunda-feira, 24 de março de 2008

É NOSSO DIREITO.

A partir do momento em que adquirimos uma mercadoria e pagamos, muitas vezes caro, por ela, temos direito de receber uma mercadoria de qualidade, com a qualidade que optamos, por isso, muitas vezes pagamos mais caro.
É o meu caso, utilizo os produtos da marca camil, não são dos produtos mais baratos no supermercado.
Mas faço questão de ter um arroz e feijão de boa qualidade.
Há alguns dias, comprei um kilo de feijão carioquinha, com a devida atenção que sempre tenho com a data de validade, trouxe para casa.
Ao abrir o pacote, percebemos que ele estava cheio de bichinhos (carunchos), aqueles pretinhos.
Imediatamente peguei o telefone na embalagem, e entrei em contato com a empresa.
Fui atendida por uma funcionária por nome se não me engano Cenira, aliás muito bem atendida.
Ela me ouviu, anotou todos os dados necessários, como data de fabricação, n° de lote, etc...
Pediu que descartasse o produto, perguntou-me, a quantidade de produto adquirido, e me informou que eu receberia via sedex o produto na quantidade que havia comprado.
Pediu-me ainda que se pudesse, comunicasse a gerência do supermercado onde comprei, para que todo o lote fosse substituído pelo vendedor.
Foi apenas 1kg, mas não me surprendeu quando o correio bateu aqui no portão na última quinta feira, dia 20/03, e me entregou a caixinha com o feijão novinho.
Isso só se confirma que temos que exercer nossos direitos, temos que reclamar, quando necessário, mas também não podemos nos furtar de elogiar uma atitude positiva como foi essa da empresa Camil.
Pessoas sérias, merecem sim nossos aplausos e reconhecimento, e este foi o caso desta empresa.
À eles hoje, tiro meu chapéu.

A Páscoa por aqui foi ótima, filhotes por perto, Érickinho foi passar o feriado com o papai, chegou ontem a tarde, carregado de ovos de chocolate.
Matamos saudades dos meninos, papariquei-os muito, fiz muita comida que todos gostam, e ontem à tarde voltaram felizes para casa e para suas rotinas.
E hoje a vida continua....

12 comentários:

disse...

Minha linda ..que bom que a tua Pàscoa foi tão gostosa com os teus queridos..
Fiquei agradavelmente surpresa com a pronta resposta da Camil..não é sempre infelizmente que isto acontece neste nosso Brasil tão carente de bom atendimento em todas as áreas...
Também uso Camil por considerar dos melhores que temos ....Que bom mais um motivo para continuar....
Grandes beijos e uma ótima e semana minha amiga...

Aninha Pontes disse...

Vi minha querida, fiquei muito satisfeita com o aten dimento deles.
Ganharam um ponto comigo.
Uma linda semana prá ti também.
Beijinhos.

Adelino disse...

Ana, você disse bem. Muitas vezes apenas reclamamos do produto adquirido com defeitos, mas não informamos o acontecido ao fabricante ou ao vendedor. A sua atitude foi não apenas ótima para você mesma como para os demais consumidores. Meus parabéns.
Apenas para ilustrar, uma história semelhante, digamos igual. Minha cunhada, há uns três anos comprou algumas lâmpadas fluorescentes daquelas que anunciam como tendo duração de 1000 horas, algo assim. Três delas se queimaram. Ela ligou para o SAC da empresa, esta pediu que ela enviasse os números das embalagens. Poucos dias depois recebia lâmpadas novas, acompanhadas de pedido de desculpas. No caso das lâmpadas é importante guardar por um tempo as embalagens.
Mais uma vez meus parabéns, Ana.
Um beijo

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Nós ainda nos surprendemos com esse tratamento, mas isso é muito comum no mundo desenvolvido!

Certa vez comprei uma máquina fotográfica numa loja em Orlando. No dia seguinte a mesma máquina estava 10 dolares mais barata numa outra loja! Falei com o rapaz que me atendeu e ele imediatemente me devolveu o dinheiro e pegou a máquina de volta!Nem precisei provar nada!

Se puder dê uma olhada:

TRÂNSITO CÓTICO!

Luiz

FINA FLOR disse...

é verdade, querida, o problema é que a gente mais reclama do que faz, já reparou?

beijos e boa semana,

MM.

Georgia disse...

Aninha, mas isso é tao bom quando acontece, nao é mesmo?

Eu sei o que é. Mas surpreende a gente.
Estou aqui para te fazer um convite e desculpa o recado assim mas creio que você vai entender...

Viemos aqui para te convidar para uma blogagem coletiva com o titulo:
O que voce pode fazer para acabar com o analfabetismo no Brasil?

Que acontecerá no proximo dia 18 de abril, dia nacional do livro.

O post convocatoria voce pode ler no blog da Georgia (http://saia-justa-georgia.blogspot.com/) e no blog da Meiroca (www.meiroca.com).

Caso voce tenha algo a dizer a respeito, deixe um comentario no blog da Georgia ou da Meiroca, para que possamos te incluir.

Participe e divulgue em seu blog.

Georgia e Meire

Sonho Meu disse...

Ana,
Aqui o consumidor tem sempre razao e já me acostumei tanto com esse lema que quando compro algo que nao me agradou, corro na loja devolvo, troco ou qualquer coisa. Se nao agrada ao consumidor, eles devolvem o dinheiro ou pode se trocar por outro. Quam manda é o fregues.
bjos,
me

Rosamaria disse...

É muito bom quando somos bem atendidos, Aninha!
Eu assino uma revista há anos e a renovação é automática, mas quem sabe os prazos sou eu. Outro dia uma telefonista 'pegou' meu marido, fez com que ele renovasse até 2010 e deu 'de graça' a assinatura de outra muito ruim. Achas que eu consegui falar com alguém de lá? Fiquei um tempão ligando de um lado pra outro e ninguém resolveu. Também essa que se despeça, nunca mais renovo.

Nem sempre reclamo por receio de não ser atendida. Vou tentar na próxima vez.

Bjim, cosquirídia.

adelaide amorim disse...

Aí, menina!
Que bom que a Páscoa foi legal. Também não podemos nos queixar por aqui. E haja chocolate :D
Beijocas, Ana e família.

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Aninha

Agradeço sua visita ao meu trânsito caótico!!
que bom morar num lugar assim...como o seu!
Será mesmo tão bom...morei 5 anos em Brasília e não via a hora de voltar ao "inferno"!!

Luiz

Celia Rodrigues disse...

Aninha, muito legal a atitude da empresa em te atender prontamente. Mas seria muito melhor se o atendimento não fosse necessário, não é? Se em vez de substituir o produto, ele estivesse em boas condições na prateleira do supermercado. Mas muitas vezes precisamos atentar para o próprio estabelecimento. Já vi casos de um produto vencer e o supermercado falsificar quase que perfeitamente a validade e manter o produto na prateleira. Tem muito vigarista por aí. Beijo e ótimo fim de semana para você!

Aninha Pontes disse...

Adelino:
Temos que procurar nossos direitos, sem nos esquecer de fazer nossa parte.
No meu caso, resolvi divulgar. Muita gente usa esse produto, e agora sabemos da seriedade da empresa empacotadora.
Um beijo.

Luis:
É que também estamos tão acostumados que brasileiro gosta de levar vantagem em tudo, que nos surpreendemos com atitudes positivas. Não deveria ser assim né?
Um beijo.

Moniquinha:
É verdade, temos que tomar atitudes também, para termos direito à reclamar.
Beijos linda.

Geórgia:
Querida, já está tudo sob controle.
beijos.

Elena:
Pois é querida, um dia ainda vamos nos acostumar também, com o tratamento de primeiro mundo.
Beijos.

Rosa:
Querida, vale a pena.
Hoje as empresas já estão mais voltadas para o bom atendimento ao seu cliente.
Muitas vezes as coisas não acontecem, porque nos privamos de procurar nossos direitos.
Beijos querida.

Adelaide:
Hoje nos aproveitamos dos presentes das crianças né?
Eles ganham, e nós dividimos.
Beijos meu bem.

Luis:
Cansei dessa loucura, sabe?
Hoje estou muito bem, neste sossego daqui.
E haja paciência para sossego.
Um beijo.

Célia:
É isso minha querida, temos que estar atentos.
Se a culpa é do supermercado, é a eles que temos que reclamare.
Se do fabricante, vamos à luta.
O importante é não deixar passar em branco.
Um beijo