quarta-feira, 2 de junho de 2010

IR É BOM. VOLTAR ENRIQUECIDO É MELHOR.

Cá estamos.
A viagem foi maravilhosa.
Cansativa, como tem de ser, para quem vai conhecer lugares novos.
A sensação gostosa de chegar em casa, não é explicável.
Todo cantinho da casa para ser visto, para matar saudades.
Dormir no seu travesseiro, na sua cama.
Tomar banho e usar o seu banheiro.
E o melhor, fazer a sua comida, aquilo que lhe dá prazer.
Chegamos loucos de vontade de comer arooz e feijão, e fui chegando e fazendo.
Tive a grata surpresa de ver que meu canteiro de almeirão, que deixei bem novinho, estava todo bonito e viçoso.
Já fui colhendo as folhas e comemos uma deliciosa salada.
Aos poucos vou falando sobre a viagem, sobre lugares e pessoas maravilhosas que encontramos.
Preciso organizar as muitas fotos que trouxemos, e vou mostrando à vocês.
Foi uma experiência maravilhosa, e valeu cada minuto.
Estou em fase de organização da casa também, e já cheguei aqui com algumas encomendas de roupas, porque ao que parece o frio por aqui está chegando cedo.
Aguardem as fotos.

10 comentários:

graziela disse...

é bom chegar a casa, sim! quando estou muito tempo fora de casa, no regresso, pareço uma barata tonta a andar de um lado para o outro a verificar se está tudo bem.
desejo que esteja forte e revigorada depois da aventura europeia. tudo de bom para vocês que ficaram no meu coração.
beijo

Rubinho Osório disse...

Welcome! Um abraço a vc e ao Valter!

Anônimo disse...

OLá Aninha! Fico contente que tenham chegado bem. E!! agora faz cá um calor !! acho que voces tinham que conhecer Sintra com bruma!!! Beijos grandes e saudade.
Marucha

Camille disse...

Aninha,
É totalmente explicavel o prazer de voltar para casa. É o fato de ter um lar gostoso que torna bom viajar. Saber que vai voltar. Senao tivessemos para onde voltar, seriamos errantes pelo mundo, que coisa triste.
Assim volta cheia de idéias, dorme na caminha, toma cafezinho, come o feijaozinho e encontra as pessoas queridonas.
Que bom que voce foi e que bom que voce voltou.
Estou pronta para fazer minhas encomendas, quando voce quiser e puder.( Recebeu meu emailde ontem com as malhas?)
Beijos querida,
Cam

Aninha Pontes disse...

Grazy querida:
Você e o Duarte também ficaram em nossos corações.
Foi bom, ou melhor, foi maravilhoso, e um dia, quem sabe, posso voltar.
Beijos.

Rubinho:
Obrigada amigo.
Um abraço nosso prá vc também.

Marucha minha querida:
Não se preocupe. A gente volta.
Obrigada meu bem, pelo seu carinho, pela sua recepção, atenção e amizade.
Um beijo grande.

Camille querida:
Você está certa. É maravilhoso ter para onde voltar e sentir a sensação de ser esperado, de ser querido.
Ok, vou te responder o email.
Acho que a Anna Luiza vai ficar linda com o sobretudo.
Vamos nos falando.
beijos.

denise rangel disse...

Aninha,
É assim mesmo. Por mais deliciosa que seja a viagem e a acolhida que nos dão, nada é comparável a nosso cantinho, principalmente a cama e o banheiro, hehe. Quero ver fotos e ler seus relatos.
beijo, menina

Rosamaria disse...

Seja bem vinda, cosquirídia.
Bem que te falei o quanto era bom voltar pra casa. Não tem lugar melhor no mundo, por mais simples que seja.
Vou ficar na espera pra ver as fotos e o relato das experiências de vcs.
Bjim pra todos e bom findi.

Aninha Pontes disse...

Rosinha, tem razão.
Voltar prá casa é maravilhoso.
Mas a viagem valeu a pena.
Foi deliciosa.
Beijos.

Elis disse...

Aninha, minha doce amiga!
Que bom passar por aqui e ja perceber quao maravilhada e evoluida vc ja esta com esse presente dessa viagem gloriosa, ne?
Foi mesmo uma pena a gente ter ficado presos em Paris - por causa do vulcao - e nao termos nos conhecido...mas, tudo tem uma hora certa p acontecer! Eu confio nisso! A gente ainda vai se encontrar e vai ser aquela festa!

Aninha Pontes disse...

Elis, também acredito que tudo tem a sua hora.
A nossa vai chegar.
Foi uma pena mesmo. Saí do Porto pensando em você, mas era muito cedo para te ligar. Foi no dia que o papa estava por lá, estava em Fátima, e aí os auto carros estavam lotados.
Mas vai dar certo.
beijos.