sexta-feira, 3 de julho de 2009

VALE A PENA SABER!

Todos os anos, quando chega o outono e inverno, começam as crises terríveis, para quem tem problemas respiratórios.
Até por isso o meu post anterior do dia 26/06, Brasil - Paraíso ou o Inferno.
Acompanho já há algum tempo, o excelente Blog da Alergia. Muitos mitos que carregava comigo, por conta de ter pessoas em casa com asma, cairam por terra.
Mas a gente aprende todos os dias.
E o blog está com uma matéria fantástica, com o título: Remédios para alergia são faca de dois gumes?
Que vale a pena ser lida, porque ainda temos muito que saber sobre essa doença que tanto faz sofrer seus portadores.
Transcrevo aqui, alguns tópicos, mas a matéria na íntegra está disponível neste endereço, e volto a afirmar, que vale a pena ser lida, pois é explicada com muita clareza, que todos nós leigos podemos entender muitas coisas por que passamos.
A equipe da clínica faz questão de falar a língua dos mortais, por isso gosto de acompanhar o blog.
Vá lá.



Os broncodilatadores são remédios importantes para aliviar sintomas da asma. Atuam porque relaxam a musculatura que circunda os brônquios e bronquíolos e que está contraída na crise de asma. Desta maneira, aliviam o broncoespasmo, que é um fator importante na redução do calibre das vias respiratórias, responsável pelos sintomas da asma.

Mas, é importante entender que os broncodilatadores são apenas aliviadores e não tratam o problema da asma, que é a inflamação dos brônquios. Por isso, devem ser usados apenas como resgate e passada a crise, devem ser substituidos por medicamentos controladore.

A cortisona é o maior alvo de preconceitos, sendo aqui o maior uso da expressão: "faca de dois gumes". De fato, quando a cortisona é usada em doses generosas e por tempo demorado (algumas doenças necessitam manter uso por meses ou anos) poderão surgir vários efeitos adversos no organismo. Mas certamente estas doenças também são muito graves sem a cortisona.


Aliás, a evolução de uma crise de asma pode ser dividida em "AC" e "DC", isto é, antes da cortisona e depois da cortisona. Antes as crises faziam sofrer, eram demoradas e podiam matar; depois da cortisona, as crises são perfeitamente controláveis, o sofrimento é bem menor e a mortalidade praticamente desapareceu. A experiência clínica e os estudos mostram que os asmáticos em crise que são internados em UTI, quase sempre tomaram broncodilatadores demais e cortisona de menos.

Eu acredito em anjos.
Explico depois.

4 comentários:

Georgia disse...

Aninha, conheco em parte tudo isso, pois Viviane, tem ou tinha bronquite, como sempre fui de fazer muita ginástica e corria com ela logo cerca de um ano e meio ela nao teve mais nenhuma crise; o que eu estou dando gracas a Deus.

Mas é mesmo muito trabalho e quem tem asma sofre muita coisa.

E o filhao está melhor?

Vou lá ver o link indicado.

Bjus e obrigada

Ví Leardi disse...

Remédios sempre uma faca de dois gumes..minha filha tinha bronquite crônica pois nasceu muito pequenina e prematura...Luisa que trabalhava comigo há anos a presenteou com uma trataruga ..a pusemos no jardim...acredite se quiser nunca mais esta menina teve nada...simpatias em que se acreditam dadas com amor,funcionam e muito!! Minha querida como vai vc? Espero tudo bem nesta tua casa tão cheia de boas energias sempre...Não me esqueci de nosso cafézinho..se vier para cá me avise...saudades beijos.

Mário e Cris disse...

Aninha, post muito interessante, minha irmã sofre com a bronquite e alergias.
Beijo carinhoso!

Adelino disse...

Ana, acho importante as suas anotações. São pura utilidade pública. Tenho uma conhecida que sofre de asma e alergia a remédios. Vou passar o seu post pra ela.
Um beijo.

PS - Estou vendo aí em cima o comentário de Mário e Cristiane. Devo uma visita a eles. Espero fazê-lo hoje.
Bjs