quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

PROGRAMA DE 03/02

Acho com isso, que o Estatuto da Criança e do Adolescente tem que ser repensado, revisado, mas acho principalmente, que nós que optamos por ser pais, devemos pensar se estamos preparados prá isso, se temos disponibilidade prá isso.
Afinal ninguém é obrigado a ser pai e mãe, mas se o somos, temos obrigações em educar bem.
Temos obrigações em fazer desse pequeno indivíduo, uma pessoa de bem.
Isso não podemos cobrar de nenhuma autoridade, não podemos passar nossas responsabilidades à outras pessoas.


Para quem quiser ouvir, o link é este aqui:

5 comentários:

Adelino disse...

Ana, bom dia. Estou de pleno acordo com a sua opinão, acrescentando ainda que a reforma seria muito simples se partisse do seguinte sentido: se o adolescente de 16 tem idade para votar pressupõe-se que tem também responsabilidade pelos seus atos. Ou votar não tem importância nenhuma? Ou tem a mesma importância do que votar para a escolha da Miss Brasileirão?!...
Um beijo.

disse...

Minha querida ...deixo aqui o meu beijo carinhoso.Todo carinho
Vi

adelaide amorim disse...

É isso aí, Aninha. A responsabilidade é de quem pôs um filho no mundo. Mas parece que as pessoas andam esquecendo essa verdade básica.
Beijos.

Conceição Duarte disse...

Linda, Aninha agora tem link né?
Vou colocar meu fone de ouvido e ficar na sala hoje de noite ouvindo. Minha família diz que to maluca e apelidaram o meu micro de Zé... Não largo ele por nada deste mundo... Mas eles se esquecem que todos os "futebol" da semana são vistos em alto e bom som na TV mais importante da casa! Os Jornais são lidos primeiramente, pelo dono do botequim... rsrsrs A comida, o cafezinho, tudo ao bel prazer do nosso querido e amado marido. Quando o telefone toca... Não ouvimos nem mais uma palavra do único filme que resolvemos ver naquele ano.. rsrs e os filhos então??? Ah, quer saber... To gamada no Zé mesmo e não to nem aí kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, vou te ouvir mais tarde e volto aqui hahah bjus e viva o Mazzaropi!

CON

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado