sexta-feira, 26 de setembro de 2008

MISTÉRIOS


A Bete me convidou para ver um vídeo com uma música linda do Guilherme Arantes.
Bem, como ela mesma disse, ele é um poeta, e eu assino embaixo. Também o acho um poeta.
Fiquei pensando na letra da música.
Que mistérios pode haver na lágrima de uma mulher?
Tantos...
No decorrer de nossas vidas, colecionamos coisas. Alegrias, momentos felizes, frustrações e dores também.
Costumamos construir uma caixinha, e lá dentro guardar, tudo aquilo que nos fere.
Todas as decepções, desilusões, amargura, dor, colocamos ali, e fechamos a caixa. Bem vedada, de lá nunca mais vão se libertar.
Mas algo não pode ser guardado em nenhuma caixinha. As lágrimas, essas procuram liberdade, escorrem como e quando querem.
As vezes até pelas frestas da caixinha, quando insistimos em colocá-las lá.
São aquelas lágrimas que rolam, muitas vezes escondidas de todos. Que apenas nós mesmos podemos ver e sentir o gosto. Uma mistura nada agradável de sal e um amargo sem fim.
Essas tem seu mundo próprio, impenetrável.
Por mais que se queira, esses mistérios ninguém nunca desvendará.

E a música está aí, linda para quem quiser ver e ouvir.


Que mistério pode haver
Na lágrima de uma mulher
Quando abre o seu segredo?
Que momentos de aflição
Há no tremor da sua mão
Onde esconde os seus medos?
No abandono do teu pranto eu me perdi
Não sabia o que dizer pra consolar
Tive raiva
Dessas mágoas que puseram em você
Tive pena
Dos que nunca te puderam conhecer
Que mistério pode haver...
Eu sinto muito cada dor que te marcou
Ou que modificou seu jeito de amar
Os estragos improváveis
De um carinho te curar
Os escudos invisíveis
Para um homem penetrar
Que mistério pode haver...

19 comentários:

encanto de renascer disse...

Aninha


Fico tão feliz em encontrar pessoas sensíveis como vc!

Sinal que nem tudo esta perdido!

beijo

CRIS disse...

Oi, querida...

Minha caixinha de tristezas é bem cheinha rsrsr ainda bem que tenho outra de igual tamanho e profundidade para as alegrias...e está repleta também..

Olha só a coincidência.. pensei em escrever sobre choro ( com conhecimento de causa)..

Beijão e ótimo fim de semana, linda

Francy e Carlos disse...

Oi Ana,
Linda canção!!!
Prefiro guardar as mágoas e tristezas no "arquivo invisível do meu ser" ou na "galeria dos sentimentos inúteis" e assim, só procuro lembrar das alegrias...
bs,

vitoria disse...

Linda postagem!Estou chorando hoje todo o dia por conta da bendita depressão bipolar que se calhar é um caixote de pedra em vez duma caixinha,kkkk....e agora sorrio feliz ao ouvir esta canção e ver o vídeo...faz me sentir normal,qd à minha volta tenho sp repressão se choro....ah mas há cada malandragem no mundo e ao mesmo tempo paracadauma ...bondade,surpresas de amor verdadeiro,amizade,compreensão...
Obrigada pelo post,por dividires conosco estas descobertas....
Deus vos abençoe :)

Ana disse...

Sou dura pra chorar! Pelo menos de tristeza... Eu travo!

Mas choro assistindo filme na TV! Ou quando fico muito "P" com alguma coisa!

Vai entender!!

Aninha Pontes disse...

Bete querida, adoro esses vídeos que você nos indica lá.
Obrigada, você colaborou com a idéia.
Beijos meu bem.

Cris:
Querida, acho que nós cuidamos melhor da caixinha de alegrias né?
Melhor deixar a outra quietinha para não espalhar as dores.
Meu bem, quero ver seu post.
Fale sim, dá um bom assunto.
Beijinhos.

Francy:
É assim meu bem, as tristezas, melhor deixá-la quietinhas.
Enquanto as alegrias, melhor espalhá-las por todos os cantos.
Beijos querida.

Vitória querida:
Me dói ve-la assim tristinha.
Fico feliz quando te vejo bem, com planos, tentando novas descobertas.
Se precisar de meu ombro, está aqui bem pertinho.
Beijinhos querida.
Que Deus a abençoe também.

Ana:
Também não sou fácil de chorar não, pelo menos quando algo me deixa muito triste, e também sou uma manteiga, quando se trata de tristezas dos outros.
Mas as vezes elas vêm sim, teimam em vir à tona.
Um beijo.

Yvonne disse...

Aninha querida, a mulher é um poço de mistérios. Nós mesmas não temos idéia do quanto somos de lua. As lágrimas então, só Deus sabe a razão. Beijocas e um belo fim de semana para você.

Sonia H. disse...

Aninha,

Sou uma manteiga derretida. Muitas vezes fico chateada comigo mesma por causa disso. As lágrimas escorrem em mim tanto de tristeza quanto de alegria...
Quanto ao Guilherme Arantes, ele é um grande poeta mesmo. Eu adoro suas músicas. Embalou tanto a minha juventude...
O post é lindo! Amei.
Tenha um ótimo domingo e semana!
Beijos,

Janaina Amado disse...

Oi, Aninha:
Lindo post, linda música, adorei.
Ainda bem que nós, mulheres, não temos vergonha das nossas lágrimas, né não?
Beijo

Brasil Empreende disse...

Gostei muito do seu blog... Meus parabens
e nós do
www.brasilempreende.blogspot.com

Gostariamos de convidar para acessar nosso blog também e conferir a postagem desta semana: USA: VENDE-SE... Preços Promocionais.Sua participação é de grande importancia para nós.

Contamos com você!

Sebastião Santos.

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Minha querida...como sempre que lindo texto ...e a música de Guilherme, maravilhosa..adoro o que ele faz ...pena que esteja tão sumido...Quanto as lágrimas o melhor é deixá-las "rolar" desafogam o peito e tudo melhora....
Beijão e um ótimo domingo ;-}

Aninha Pontes disse...

Yvone:
É assim mesmo, somos um poço de mistérios.
Como descobrir o mistério das lágrimas né?
Beijos.

Sonia:
Eu não sou muito chorona, mas um momento de emoção, não tem como segurar.
Guilherme Arantes também me embalou muitos sonhos.
Beijos.

Janaína:
Tem razão, choramos sem culpa.
Mas atrás de uma lágrima sempre tem um motivo, uma dor ou uma alegria.
Eu adoro essa música, assim como o Guilherme Arantes.
Beijos querida.

Sebastião:
Obrigada pela visita.
Vou lá conhcer seu blog.
Um abraço.

Vi:
Minha linda, também adoro o Guilherme Arantes, e acho essa música de uma sensibildade incrível.
As lágrimas, deixamos rolar mesmo, agora descobrir os mistérios, será impossivel.
Beijos amiga querida.

camelliadepedra.blogspot.com disse...

Chorar faz bem, lava a alma muitas e muitas vezes. Pra quem é sensivel como voce, certamente que faz parte do cotidiano. Tem gente que fala que chorou como se tivesse "vomitado" de tão dificil que é. O Guilherme Arantes soube traduzir com poesia, aquilo que se vive.
Beijos e boa semana,
Cam

Blog do Beagle disse...

Tem um lágrima na meu canto, hoje. BJkª. Elza

Luci Lacey disse...

Aninha

A Bete e sensivel, delicada e carinhosa.

Linda musica e gosto muito do Guilherme Arantes.

Como bem colocou a Bete, claro que nem tudo esta perdido, nos podemos fazer diferente.

Beijinhos e boa semana Aninha.

Celia Rodrigues disse...

Aninha, é uma bela música! Interessante como um homem pode ser tão sensível ao escrever dessa forma sobre uma mulher. Obrigada por comartilhar!
Tenha uma ótima semana!

Aninha Pontes disse...

Camille, você tem razão, as vezes as lágrimas são tudo que nos conforta, e o melhor é deixa-las livremente.
Um beijo.

Elzinha meu bem:
Acho que sei o mistério dessa lágrima.
Um beijo querida.

Luci querida:
Pois é o Guilherme Arantes, consegue como ninguém falar sobre isso.
Um beijo.

Célia querida:
Verdade. Ele é se uma sensibilidade incrível. Fala muito bem de amor.
Adoro essa música.
Bom ter vc aqui meu bem.
Um beijo

Rosamaria disse...

Que lindo post, Aninha! Gosto muito do Guilherme Arantes,não conhecia esta música.
Lágrimas...antes eu era um poço e tinha lá minhas razões que, felizmente, acabaram. Tenho uma caixinha guardada que às vezes teima em querer abrir, mas eu não deixo.
Bjs, querida.