domingo, 15 de novembro de 2009

MUITA RAIVA!


Viver num local onde há praia, tem suas vantagens e desvantagens.
Vejam aí, essa foto da Meiroca, quando passou por aqui. Que paz!

Agora por exemplo, as desvantagens superam em muito as vantagens.
Está chegando o período de viver num verdadeiro inferno.
Época em que os turistas deixam suas casinhas, na maior paz, e vêm infernizar a vida dos moradores daqui.

Eu sempre me pergunto: Porque são tão mal educados?

Sim, porque lá em suas casinhas, não suportam a falta de respeito.
Querem tudo certinho, brigam por isso.
Se houver barulho, chamam a polícia, o "psiu", enfim, fazem o diabo, mas querem paz. Afinal precisam dormir, descansar e trabalhar no dia seguinte. Precisam estar bem.

Então porque quando chegam aqui, se transformam em bichos, esquecem que moradores locais, têm sua rotina de vida.
Precisam como eles lá, dormir e descansar, afinal trabalham, e vivem como todo mundo.

Aqui em casa por exemplo, meu filho trabalha nos finais de semana.
Há pessoas que trabalham em hospitais, enfim...

Mas os malditos turistas, quando chegam aqui, a primeira providência, é ligar o som do carro, num volume tão absurdo, que chega a trepidar as caixas de som. E aí fica um barulho que vai entrando pelos miolos da gente, a ponto de enlouquecer.

As casas germinadas, porém, individuais, eles não percebem isso.
A partir de sexta feira a tarde, já não se pode falar no telefone, não se assiste televisão, não se ouve a música que quer, e sim a que eles querem.

Acham que aqui pode tudo. Não respeitam ninguém.
Sujam, fazem barulho, como se fosse seu último dia de vida.
Não têm limites. Não respeitam ninguém.

Estou cansada.


UP DATE: Hoje dia 17/11, a raiva já passou, já voltou a minha paz, e é dia de festa.
Dia de comemorar o aniversário da tão querida LUMA.
Querida, que Deus lhe dê tudo que desejas. Que te faça feliz, e que continue no presenteando com sua amizade.

4 comentários:

Dora Coimbra disse...

Aninha, como eu a compreendo. Eu não vivo em casa de praia mas sim num apartamentoe posso dizer que não é melhor.Somos dois inquilinos mas por vezes parece um inferno. Entre nós dois há um apartamento vazio, raramentas à noite tem alguém e de dia só de vez em quando e por pouco tempo. Nós conseguimos ouvir em nossa casa todos os passos que os outros dão. Fazem festas durante toda a noite sem se incomodarem se nós nos devemos levantar cedo para trabalhar ou não, como aconteceu tanta vez, são pessoas de cultura, um médico e uma enfermeira, mas respeito pelos outros ou educação, da qual faz parte o respeito acho que não conhecem mesmo. Nas escadas parecem cavalos e cada vez que abrem e fecham as portas dá mesmo a pensar que são para rebentar nessa hora mesmo. Mas por falar em praia, quem me dera estar pertinho de uma, aqui neste país nem sequer uma praiazinha existe, que pena.
Bjs

Voz do meu Coração disse...

Parabéns pela foto que mostra uma praia que deve ser muito bonita, mil beijinhos

Barbara disse...

Não sabem comer melado e se lambuzam e ainda lambuzam os outros.
Bobões de verões...

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana.
bjsss


aguardo sua visita :)