quinta-feira, 8 de maio de 2008

ESPERA, PELA VIDA TODA. II

Estas lindas flores, eu roubei da minha amiga querida Vi, e ofereço a todas as mães que por aqui passarem.
Bem, mas como prometi, o post continua.
A espera em nossa vida, depois que somos mães, nunca mais termina.
Como disseram com sabedoria, algumas amigas aqui, que são mães, a espera é eterna.
Eles crescem, e começamos a esperar seu primeiro emprego, a faculdade que virá, o término glorioso do curso superior, escolhido por eles.
A primeira namorada, a eterna namorada, os filhos. Ah! Essa parte é gloriosa, a hora em que os netos começam a chegar.
Esperamos ver sempre nossos filhos felizes, esperamos ver todos os dias um sorriso em seus rostos.
Hoje, quando olho meus três filhos, sinto uma felicidade imensa, e um grande orgulho do meu amor de mãe.
Só o que não esperamos, é ver lágrimas nos olhos deles, e ver um filho de coração partido, é ver um filho doente.
Um mãe nunca espera sepultar um filho, porque esse não é o ciclo normal de vida. Ela quer ver seu filho vivo, feliz, vencedor.
Porque o amor de MÃE é sem medida.

O post fala de mãe, únicamente por estarmos na semana das mães, mas posso sem sombra de dúvidas, extender isso tudo à um bom pai.

Transcrevo aqui um texto que me comoveu. Um email do bem há algum tempo, para um filho.

AO MENINO QUE ATRAVESSOU A PONTE

(e à sua acompanhante)

Um dia prometi que escreveria uma história. Daria a essa história o título de O MENINO QUE ATRAVESSOU A PONTE. Não percebia que essa história já vinha sendo escrita.

Quando alguns eventos se concretizam, corro e logo quero escrever a respeito. Tem sido sempre assim, desde que eu era criança. Em certas ocasiões, consigo. Noutras, fico adiando, enrolando e empurro para debaixo do tapete. Por isso, alguns fatos são escritos, outros não.

Nessa semana que acaba fiquei sabendo que mais um evento vai acontecer. Aquela súbita vontade de escrever se apossou de mim. Percebendo que o caboclo escrevinhador se apoderava de minha pessoa, mentalizei coisas boas, respirei fundo (ainda bem que aqui o ar é puro) e corri ao teclado.

Ia dar continuidade àquela história. Aquela do menino que atravessou a ponte.

Mas (é, sempre tem um mas), o caboclo escrevinhador me alertou. A história já ta sendo iscrita, mizifio!

É. Está mesmo.

Uma longa caminhada se inicia com o primeiro passo, rezava o filósofo chinês. (falar nisso, já reparou que todo pasteleiro chinês tem cara de filósofo? O quê, você nunca conheceu um pasteleiro chinês?)

E aí, o menino que atravessou a ponte iniciou sua caminhada. Há muito tempo atrás. Andou por ruas asfaltadas. Por calçadas de terra. Estradas do melhor concreto e algumas bem judiadas pelo tempo, daquelas que os governantes fazem questão de ignorar. Nessas andanças, o menino cresceu. Assumiu encargos que não eram os seus. Mas não refugou. Respirou fundo e prosseguiu.

Lembro que às vezes cansado, um tanto quanto perplexo com a vida que levava se queixou do peso. Mas, passados alguns instantes ele era puro enfrentamento de novo. Agarrava suas malas e continuava.

Tenho comigo que uma viagem, por mais penosa e fatigante quando feita em boa companhia, vira passeio. Há muita coisa para ser vista e compartilhada numa paisagem. Quando só, a gente quer percorrer logo e chegar ao fim, daí não repara no que se passa ao largo.

Com a companhia certa, temos tempo de apreciar a paisagem, trocar impressões e descobrir cores onde tudo era cinzento.

Seja fazendo a caminhada de Compostella, seja percorrendo as ruas urbanas que se apresentarem tenho a mais absoluta convicção que vocês farão a travessia tranquilamente.

Quando as adversidades vierem (sim, elas virão) vocês estarão preparados para enfrentar.

Tem sido assim comigo. Em companhia DELA, tudo tem se revelado suportável. Venho prestando atenção aos detalhes da paisagem ao meu redor. Posso garantir: vocês estão no caminho certo.

O primeiro passo já foi dado. Resta-me desejar uma longa e feliz caminhada.

Um beijo do pai.

Este post, eu dedico com todo meu carinho em especial para Denise e Vitória.

Um feliz dia das mães, a todas vocês amigas queridas, que são mães, avós, que ainda não mães, mas que pretendem ser.
O meu beijo especial.

11 comentários:

disse...

Minha querida que delícia encontrar o meu arranjo aqui...ainda mais encimando textos tão maravilhosos...um grande beijoe bom sábado...antes do dia das mães...aqui voltarei {;}}

Beijos

vitoria disse...

Foi dia da mãe ontem no Brasil??
kkk...feliz foi então para ti e para mim..só agora caíu a fficha :)

vitoria disse...

Foi dia da mãe ontem no Brasil??
kkk...feliz foi então para ti e para mim..só agora caíu a fficha :)

Yvonne disse...

Aninha, desejo a você também um maravilhoso dia e que você seja muito paparicada por todos os seus.
Beijocas cheias de carinho

disse...

Aninha, todo o meu carinho e o meu abraço muito especial por este domingo das mães..que vc tenha só alegrias com os teus.
Grande beijo minha querida amiga...

Celia disse...

Aninha um feliz dia das maaes para vc tambem. Bj

Eduardo P.L. disse...

Aninha,

muito boa sua postagem comemorativa ao dia das mães!

Bjs a TODAS!

disse...

Minha querida tenho dois mimos para vc ...como sempre colha-os se quiser e sem nehuma obrigação de repasse...
Grande beijo

disse...

Minha linda vc me pegou no meio da postagem ..agora esta pronta depois veja ...beijinhos

adelaide amorim disse...

Essa é a vida de quem virou mãe - uma espera enfeitada de flores, carinho e muito amor, mas às vezes bem difícil.
Beijo enorme pra você.

Flavia Sereia disse...

Passei para te deixar um beijão.
Brigadinha pelo apoio la no blog.
Um feliz dias das mães atrasado para vc rs


bjs